Início Geral Baixada Fluminense Expresso Mangaratiba sofre intervenção e deixará de operar no próximo dia 08/04
Expresso Mangaratiba sofre intervenção e deixará de operar no próximo dia 08/04

Expresso Mangaratiba sofre intervenção e deixará de operar no próximo dia 08/04

0
0

As mudanças terão início a partir de 08 de abril

 

Conforme determinação do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) publicada nesta sexta-feira (31/03), no Diário Oficial, a Expresso Mangaratiba sofrerá intervenção total, a partir de 0h do dia 08 de abril. A decisão visa garantir o pleno atendimento aos usuários das linhas operadas pela empresa, considerando a regularidade, qualidade, continuidade e segurança do serviço.

A partir do próximo dia 08, as linhas passam a ser operadas, em caráter emergencial pelas empresas Expresso Real Rio, Expresso Recreio e Auto Viação Reginas. A Expresso Mangaratiba deixará de operar os seguintes trajetos: 426P Cesarão – Itaguaí (SA), 427P Itaguaí – Santa Cruz (via Codin) (SA), 430P Chaperó – Santa Cruz (SA), 458S Campo Grande – Itaguaí (via Av. Brasil/BR-101) (SA), 459S Campo Grande – Mangaratiba (via Av. Brasil/BR-101) (SA), 121T Duque de Caxias – Mangaratiba (via Campo Grande/Estrada do Campinho) (SA), 119T Duque de Caxias – Itaguaí (via Bangu/Campo Grande) (SA), 428P Campo Grande – Itaguaí (via Estrada do Campinho) (SA), 122T Itaguaí – Mangaratiba (SA), 1900T Conceição de Jacareí – Duque de Caxias (via Campo Grande/BR-101) (A), 1901T Conceição de Jacareí – Duque de Caxias (A), 1902S Campo Grande – Conceição de Jacareí (A), 1903S Conceição de Jacareí – Itaguaí (A), 457U Conceição de Jacareí – Itaguaí (via Mangaratiba) (SAC), 570P Itaguaí – Marechal Hermes (SA), 573P Campo Grande – Itaguaí  (SA) e 590I Itaguaí – Nono (via Caçador) (SA).

A empresa já tinha sofrido intervenção parcial de cinco linhas em janeiro deste ano. Desde então, o Detro vem acompanhando a operação dos demais trajetos. Além do grande número de reclamações recebidas pela ouvidoria, referentes aos serviços prestados pela Expresso Mangaratiba, o Detro constatou que a empresa não possui frota em condições de atender adequadamente à população, além de não ter demonstrado regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária. A intervenção tem validade de 365 dias. Durante este prazo, se a Expresso Mangaratiba regularizar sua situação, a decisão poderá ser reavaliada.




tags:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *