Início Esportes, Turismo e Lazer Trens extras oferecidos pela SuperVia após o jogo do Flamengo são depredados por torcedores
Trens extras oferecidos pela SuperVia após o jogo do Flamengo são depredados por torcedores

Trens extras oferecidos pela SuperVia após o jogo do Flamengo são depredados por torcedores

0
0

Quatro das cinco composições que circularam após a disputa tiveram janelas e assentos arrancados

Para garantir o conforto dos torcedores que foram assistir ao jogo entre Flamengo e Universidad Católica, pela Libertadores da América, na noite de ontem (03/05), a SuperVia realizou cinco viagens extras partindo da estação Maracanã após a disputa. No entanto, quatro dessas composições acabaram depredadas por torcedores. Ao todo, foram arrancadas 28 janelas e um assento de trens que atenderam passageiros dos ramais Japeri, Santa Cruz e Saracuruna. Desde o início do ano, esta foi a quarta vez que torcidas de futebol danificaram trens ou estações, além de assustar e expor passageiros a riscos.

No último dia 8 de abril, antes de um clássico entre Flamengo e Vasco, um grupo com cerca de 500 torcedores destruiu portas, lixeiras, uma catraca, uma cadeira e um totem da estação Bonsucesso (ramal Saracuruna). Durante o tumulto, a bilheteria foi saqueada, um extintor furtado e dois passageiros tiveram celulares e quantias em dinheiro roubadas.

Em março, torcedores já haviam arrancado nove janelas de um trem, além de quebrar um dos portões da estação Olímpica Engenho de Dentro, depois de uma partida entre Fluminense e Botafogo, no Engenhão. No fim de janeiro, antes de outra disputa entre Vasco e Flamengo, no mesmo estádio, as estações Presidente Juscelino (ramal Japeri) e Quintino (ramal Deodoro) sofreram ataques. Cadeados foram arrombados e uma câmera de segurança chegou a ser retirada do local.

A SuperVia lamenta os constantes casos que provocam prejuízos ao sistema ferroviário, colocam em risco a segurança dos passageiros e atrapalham o investimento em melhorias, que vêm sendo realizado em parceria com o Governo do Estado. A concessionária ressalta que a segurança pública é uma atribuição do governo estadual, que atua por meio dos seus grupamentos militares. Apesar disso, a empresa apoia o trabalho da PM, realizando operações em dias de jogos e treinando a equipe para monitorar e acionar o policiamento sempre que necessário.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *